PERIGO

Postado por e arquivado em É VERDADE OU MENTIRA?.

Antônio Tormim, grande fazendeiro e muito conceituado na cidade e na região, sempre foi muito mulherengo, ou seja, não deixava escapar nenhuma…

Certa vez, resolveu levar uma mulher para passar uns dias em sua fazenda. E por lá ficou vários dias.

E a esposa, a matriz, preocupada com sua ausência na cidade, resolveu fazer-lhe uma surpresa: convidou seu genro para levá-la à fazenda.

E partiram.

O mesmo aconteceu com o Tormim. Resolveu voltar para a cidade levando a sua filial.

Em determinado local, avistou e conheceu o carro do genro. E num grande desespero, bruscamente, virou o volante de sua camionete para o pasto e logo adiante, totalmente descontrolado, bateu em uma árvore.

O genro, quando viu a cena, pensou logo num mal súbito do sogrão. Parou seu veículo e foi andando pelo pasto em direção à camioneta.

Tormim, quando viu o genro aproximar-se, e, não sabendo como esconder a mulher no seu carro, desceu gritando:

– Não aproxima! Não aproxima! A camioneta vai explodir.

* Publicado em “Patos de Minas – Histórias que  até parecem estórias…”, de Donaldo Amaro Teixeira e Manoel Mendes do Nascimento (1993). Ilustração de Ercília Fagundes Moura.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

captcha

Please enter the CAPTCHA text