ANUNCIADA MELHORIAS NO CAMPO DE AVIAÇÃO

Postado por e arquivado em HISTÓRIA.

No início da década de 1940 o velho e antiquado campo de aviação era perigoso para a descida de aviões, pois o local não era cercado e isso possibilitava a presença de animais, automóveis e pessoas, além do próprio campo de pouso apresentar uma série de desníveis¹. Mesmo com as condições adversas, em 1941 foi anunciada uma linha Belo Horizonte-Patos-Goiânia da empresa Panair, a primeira linha regular a servir o Município². Houve muita comemoração pelo anúncio desse melhoramento, entretanto, foi manifestada a necessidade de novo aeródromo³. Em 05 de janeiro de 1942, foi inaugurada a citada linha4. Não demorou muito e a Panair percebeu que, realmente, o campo de aviação não oferecia condições adequadas para pousos e decolagens de suas aeronaves. Tanto que, em 28 de março de 1943, o jornal Folha de Patos5 anunciou uma presença ilustre na Cidade:

Acha na cidade, a serviço da Panair do Brasil, o cel. Leopoldo Neri, engenheiro militar e que se dedicou aos problemas de aeronautica.

O distinto cidadão foi dos bravos revolucionarios de 30, e um dos lideres do movimento revolucionario triunfante em outubro daquele ano memorável.

Com conhecimento detalhado do Brasil e de todos os seus problemas sociais e economicos o ilustre engenheiro, é dos melhores valores de que dispõe a grande companhia aeronautica e um brasileiro impregnado de vibrante e sadio idealismo.
S. Excia. acha-se na cidade estudando a construção de importante melhoramento a ser introduzido no nosso campo de pauso, que passará a ser dos melhores de todo o interior do país.

* 1: O campo de aviação localizava-se entre a Lagoa Grande e o PTC. Toda aquela região era conhecida por Chapada. Leia “A Chapada na Década de 1940”.

* 2: Leia “Anunciada a Vinda da Panair”.

* 3: Leia “A chegada da Panair e a Necessidade de Novo Aeródromo”.

* 4: Leia “Inaugurada a Linha da Panair”.

* 5: Arquivo da Fundação Casa da Cultura do Milho, via Marialda Coury.

* Texto: Eitel Teixeira Dannemann.

* Foto: Primeiro parágrafo do texto da Folha de Patos.

Compartilhe